segunda-feira, 10 de junho de 2013

DEPILADOR LUZ PULSADA I-LIGHT PRO REMINGTON

Minha loja polishop

 DEPILADOR LUZ PULSADA I-LIGHT PRO REMINGTON

Já imaginou poder viver a vida livre de pelos por 6 meses*¹? Então prepare-se, porque chegou a hora de você vencer a batalha e conquistar a liberdade definitiva que sempre sonhou!

Conheça o revolucionário I-LIGHT PRO REMINGTON! Que vai expulsar os pelos do seu corpo, sem sofrimentos e no conforto da sua casa!

Absorvida pela melanina do pelo, o toque de luz pulsada de I-LIGHT PRO desativa*² o folículo, resultando em uma pele lisa e livre de pelos. Esta moderna tecnologia promove uma depilação suave e é mais rápida, porque I-Light Pro Remington age numa área maior eliminando mais pelos de uma só vez!

I-Light Pro Remington oferece este resultado incrível, que proporciona a você atravessar as estações do ano livre de pelos e totalmente confiante!

Pernas, virilha, axilas, braços e mais*³: escolha a região do corpo que preferir e já comece a usá-lo, sem precisar se deslocar a uma clínica de estética, sem escolher apenas uma área do corpo e sem depender de ninguém! Você ainda Compartilha seu I-Light Pro Remington com a sua irmã, sua mãe e até com o maridão.

I-Light Pro Remington proporciona total segurança com seu exclusivo leitor de tom de pele e para potencializar ainda mais os resultados, você pode selecionar entre cinco níveis de intensidade, com um simples toque!

I-Light Pro tem a tradição e a qualidade da marca Remington, e é uma exclusividade POLISHOP!
Compre agora ao seu e fique livre de pelos!!!!

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Corpete: Foram inspiradas, como já disse acima, nos corsets do século XIX. A diferença entre ambas está na confecção. Enquanto o corset é feito com 100% de resistência, com amarrações (barbatanas) de aço, o corpete apenas o copia visualmente, e é usado geralmente como blusinhas. Oiiiê Paula Fernandes.
Corset: Eram usados sob os vestidos da mulherada no século XIX. A intenção era modelar o corpo feminino, e 'educá-lo', lhe dando postura. Sendo assim ele eram meeeeega justos, do tipo irrespiráveis.
Espartilho: É como são chamados os corsets em português. Porém, nas lojas de lingeries é possível encontrar peças que se denominam espartilhos mas que são apenas imitações menos torturantes, e que sao usados como roupa íntima.
Corselet: São modelos geralmente feito de couro e com elementos rígidos. Normalmente usados entre quatro paredes pra realizar feitiches ou coisa do gênero. Lembram do look da mulher gato ? Então...eles podem ser encontrados no sex shop. Ai, ai, namorados de plantão, sugestãodepresentinho hahaha.

LOOKS COM CORPETES INSPIRE-SE !

sábado, 31 de dezembro de 2011

Victoria Francés

 Victoria Francés




"Victoria Francés (Valencia, 25 Outubro de 1982) é uma artista espanhola, licenciada em Belas Artes na faculdade de San Carlos de Valencia.
Desde criança que acha fascinante a beleza dos bosques galegos, onde passou grande parte da sua infância. Após ter viajado a cidades como Londres e Paris, ficou hipnotizada pelos ambientes que deram vida a obras literárias e legendárias do gênero gótico. As suas ilustrações e desenhos representam assim um mundo onírico do romantismo gótico. Inspirada pelo gênero das pinturas pré-rafaelitas, apresenta temáticas que nos levam a um mundo simbologista, mágico e ancestral.
Influenciada por: Goethe, Edgar Allan Poe, Baudelaire e inclusive Bram Stoker."


Estou a cada dia mais encantada com essas pinturas. Parece que vêm da alma, algo antigo, tão profundo. Simplesmente adoro!!





Victoria Francés : Poesia Gótica em Ilustrações

     
A poesia mais detalhada, a música mais bem executada, os campos mais bem descritos. Tudo é transformado em linhas e cores, e assim se materializam em sua arte. Uma sensível representação de um mundo onde o mágico e o trágico se fundem. Sua poesia gótica é desenhada em livros com diversos temas, expostos através de suas ilustrações. Sua obra é dividida em vários livros onde nos deparamos com vampiros, bruxas, circos de lágrimas e bonecas sem coração.


     Mas mesmo diante seus tristes relatos nos deparamos com a beleza que e exalada a cada imagem. Não é a toa que dentre suas inspirações estão os campos de Londres e Paris, onde encontrou as paisagens dos contos de ídolos como Baudelaire e Bram Stocker. Porém desde menina ela admirou os bosques galegos de sua infância, tão bem representados em sua arte.



     Ao observar sua obra o espectador é arrastado a uma viagem pelos caminhos obscuros de sua mente. Onde a dor e o sofrimento dividem espaço com a sensualidade e a beleza. O sangue, as lágrimas, o sofrimento... Misturam-se às cores e texturas de bosques e castelos. Onde sentimentos arrebatadores se traduzem em arte.



     www.victoriafrances.es/  Site Oficial
pt.wikipedia.org/wiki/Victoria_Francés Artigo no Wikipédia
www.victoriafrancesfan.org/ Fan Site

oração celta

Que atendas ao teu anseio de ser livre.
Que as molduras da tua integração sejam suficientemente amplas para os sonhos da tua alma.
Que te levantes todos os dias com uma voz de bênção murmurando em teu coração que algo de bom te vai acontecer.
Que encontres uma harmonia entre a tua alma e a tua vida.
Que a mansão da tua alma nunca se torne um local assombrado.
Que reconheças o anseio eterno que vive no cerne do tempo.
Que haja benevolência no teu olhar quando contemplares o teu íntimo.
Que nunca coloques muros entre a luz e ti.
Que o teu anjo te liberte das prisões da culpa, medo, decepção e desespero.
Que permitas que a beleza espontânea do mundo invisível te recolha, cuide de ti e te inclua na integração.

Oração Celta

Oração Celta

“Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalente ódio.
Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.
Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.
Que as perdas do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.
Que a música seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.
Que os teus momentos de amor contenham a magia de tua alma eterna em cada beijo.
Que os teus olhos sejam dois sóis olhando a luz da vida em cada amanhecer.
Que cada dia seja um novo recomeço, onde tua alma dance na luz.
Que em cada passo teu fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.
Que em cada amigo o teu coração faça festa, que celebre o canto da amizade profunda que liga as almas afins.
Que em teus momentos de solidão e cansaço, esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.
Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível, tocando o centro do teu ser eterno.
Que um suave acalanto te acompanhe, na terra ou no espaço, e por onde quer que o imanente invisível leve o teu viver.
Que o teu coração sinta a presença secreta do inefável!
Que os teus pensamentos e os teus amores, o teu viver e a tua passagem pela vida, sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome.
Aquele amor que não se explica, só se sente.
Que esse amor seja o teu acalanto secreto, viajando eternamente no centro do teu ser.
Que este amor transforme os teus dramas em luz, a tua tristeza em celebração, e os teus passos cansados em alegres passos de dança renovadora.
Que jamais, em tempo algum, tu esqueças da Presença que está em ti e em todos os seres.

Que o teu viver seja pleno de Paz e Luz!”

Feliz 20esempre!!!!!!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Despertar

Há dias quero escrever, mas não consigo me organizar num pensamento só por vez.
Existem coisas que minha alma quer falar, me mostrar, e que muitas vezes eu só observo.
Sempre tive sonhos estranhos, lindos, com noites, com seres mágicos, com lugares inexplicáveis. E últimamanete tenho visto imagens, lendo poesias, coisas que já fiz há algum tempo e parece que minha alma volta ao lugar.
Porém com uma agitação, uma ansiedade e ao mesmo tempo uma paz, porque me sinto bem. A inqueitude vem das idéias, dos desejos, do re encontro com meu passado distante.
Existem coisas que vemos, que sentimos, que é a Deusa nos mostrando seu belo mundo, nosso mundo.
Alguns se assustam, tem seres místicos, coisas que a sociedade julga. Mas eu só vejo beleza.
Beleza.
Anjos, demônios, vampiros, duendes, gnomos, fadas, corvos, gatos, bruxas, natureza, a noite, o nevoeiro...minha alma está se abrindo novamente depois de um tempo adormecida. É o despertar novamente.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Beltane


Hemisfério Norte: 1o de Maio
Hemisfério Sul: 31 de Outubro
Também conhecido como Dia 1o de Maio, Dia da Cruz, Rudemas e Walpurgisnacht, o Sabbat Beltane é derivado do antigo Festival Druida do Fogo, que celebrava a união da Deusa ao seu consorte, o Deus, sendo também um festival de fertilidade. Na Religião Antiga, a palavra "fertilidade" significa o desejo de produzir mais nas fazendas e nos campos e não a atividade erótica por si só.

Beltane celebra também o retorno do sol (ou Deus Sol), e é um dos poucos festivais pagãos que sobreviveu da época pré-cristã até hoje e, em sua maior parte, na forma original. é baseado na Floralia, um antigo festival romano dedicado a Flora, a deusa sagrada das flores. Em tempos mais antigos, esse festival era dedicado a Plutão, o senhor romano do Submundo, correspondente do deus Hades da mitologia grega. O primeiro dia de maio era também aquele em que os antigos romanos queimavam olíbano e selo-de-salomão e penduravam guirlandas de flores diante de seus altares em honra aos espíritos guardiães que olhavam e protegiam suas famílias e suas casas.

No dia de Beltane o sol está astrologicamente no signo de Tauros, o Touro, que marca a "morte" do Inverno, o "nascimento" da Primavera e o começo da estação do plantio. Beltane inicia-se, acendendo-se, segundo a tradição, as fogueiras de Beltane ao nascer da lua na véspera de 1o de Maio para iluminar o caminho para o Verão. Realiza-se o ritual do Sabbat em honra à Deusa e ao Deus, seguido da celebração da Natureza, que consiste de banquetes, antigos jogos pagãos, leitura de poesias e canto de canções sagradas. São realizadas várias oferendas aos espíritos elementais, e os membros do Coven dançam de maneira muito alegre, no sentido destrógiro, em torno do Mastro (símbolo fálico da fertilidade). Eles também entrelaçam várias fitas coloridas e brilhantes para simbolizar a união do masculino com o feminino e para celebrar o grande poder fertilizador do Deus. A alegria e o divertimento costumam estender-se até as primeiras horas da manhã, e, ao amanhecer do dia 1o, o orvalho da manhã é coletado das flores e da grama para ser usado em poções místicas de boa sorte.

Os alimentos pagãos tradicionais do Sabbat Beltane são frutas vermelhas (como cerejas e morangos), saladas de ervas, ponche de vinho rosado ou tinto e bolos redondos de aveia ou cevada, conhecidos como bolos de Beltane. Na época dos antigos druidas, os bolos de Beltane eram divididos em porções iguais, retirados em lotes e consumidos como parte do rito do Sabbat. Antes da cerimômia, uma porção do bolo era escurecida com carvão, e o infeliz que a retirava era chamado de "bruxo de Beltane", e tornava-se a vítima sacrificial a ser atirada na fogueira ardente.

Nas Terras Altas da Escócia, os bolos de Beltane são usados para adivinhação, sendo atirados pedaços deles na fogueira como oferenda aos espíritos e deidades protetores.

Incensos: olíbano, lilás e rosa.
Cores das velas: verde escuro.
Pedras preciosas sagradas: esmeralda, cornalina laranja, safira, quartzo rosa.
Ervas ritualísticas tradicionais: amêndoa, angélica, freixo, campainha, cinco-folhas, margarida, olíbano, espinheiro, hera, lilás, malmequer, barba-de-bode, prímula, rosas, raiz satyrion, aspérula e primaveras amarelas.


Ritual do Sabbat Beltane
O Sabbat Beltane dos Bruxos começa oficialmente ao nascer da lua da Véspera de 1o de Maio (ou de Novembro, no hemisfério sul), sendo tradicionalmente realizado no alto de uma montanha onde são acesas as imensas fogueiras de Beltane para iluminar o caminho para o verão e aumentar a fertilidade nos animais, nas sementes e nas casas. (Antigamente as grandes fogueiras da Irlanda, que simbolizavam o Deus Sol doador de vida, eram acesas com a centelha de uma pederneira ou pela fricção de duas varetas.)

Se você planeja festejar Beltane em ambiente fechado, deverá acender o fogo em um local apropriado. Certifique-se de colocar um galho ou ramo de sorveira sobre o fogo para reverenciar os espíritos guardiães de sua casa e sua família, trazendo boa sorte para a casa e mantendo afastados os fantasmas, duendes e fadas malévolos. Se você não tiver lugar apropriado, poderá acender 13 velas verdes-escuras para simbolizar a fogueira de Beltane.

Vista-se com cores brilhantes da Primavera (a não ser que prefira trabalhar sem roupa) e use muitas flores coloridas e de odor forte nos cabelos. Antes de vestir-se para a cerimônia, medite e banhe-se à luz de velas com ervas para limpar seu corpo e sua alma de quaisquer impurezas ou energias negativas.

Comece traçando um círculo de 3m de diâmetro e monte um altar no centro, voltado para o leste. No topo do altar, coloque duas estatuetas para representar a Deusa da Fertilidade e Seu consorte, o Deus Cornífero. Ao lado de cada uma delas, um incensório contendo olíbano e selo-de-salomão. No lado direito do altar, coloque um punhal consagrado e um cálice cheio de vinho. Acenda 13 velas verdes-escuras em torno do círculo.

Prepare uma coroa de flores do campo que florescem na Primavera, tais como margaridas, prímulas, primaveras ou malmequeres, e coloque-a no altar diante dos símbolos da Deusa e do Deus. Pode ser colocado um pequeno mastro decorado (com cerca de 1m de altura) à direita do altar, enfeitado com flores e fitas de cores brilhantes.

Ajoelhe-se diante do altar. Acenda as velas e o incenso. Feche os olhos, concentre-se na imagem divina da Deusa e do Deus, e diga: EM HONRA à DEUSA E AO DEUS CORNíFERO, E SOB A SUA PROTEçãO, INICIA-SE AGORA ESTE RITUAL DO SABBAT.

Abra os olhos. Pegue o punhal que está no altar, cumprimente com ele o leste, e diga: OH, DEUSA DE TODAS AS COISAS SELVAGENS E LIVRES, A TI EU CONSAGRO ESTE CíRCULO. Segure o punhal em saudação na direção sul e diga: ABENçOADA SEJA A VIRGEM DA PRIMAVERA, PARA ELA EU CANTO ESTA PRECE DE AMOR. ELA TORNA VERDE AS FLORESTAS E OS PRADOS, OH, DEUSA DA NATUREZA, ELA REINA SUPREMA.

Segure o seu punhal em saudação ao oeste, e diga: OLíBANO E SELO-DE-SALOMãO, GRAçAS A ELA QUE FAZ GIRAR A RODA!

Segure o punhal e saúde o norte, dizendo: ABENçOADO SEJA O SENHOR DA PRIMAVERA, PARA ELE EU CANTO A PRECE DO AMOR. DEUS DIVINO DAS TREVAS, DEUS DIVINO DA LUZ, ESTA NOITE EU CELEBRO OS SEUS PODERES FERTILIZANTES.

Coloque o punhal de volta no altar. Pegue a coroa de flores do campo e coloque-a no alto de sua cabeça. Quando esse ritual é realizado por um Coven, o costume é que o Alto Sacerdote a coloque sobre a cabeça da Alta Sacerdotiza. Ajoelhe-se diante do altar, olhando para as imagens das deidades pagãs da fertilidade. Abra os braços e diga: ESPíRITOS DA áGUA E DO AR, EU PEçO QUE OUçAM A MINHA PRECE: QUE O CéU E O MAR PERMANEçAM LIMPOS, QUE A TERRA SEJA FéRTIL E VERDE. ESPíRITOS DO FOGO, ESPíRITOS DA MãE TERRA, QUE O MUNDO SEJA ABENçOADO COM PAZ, AMOR E ALEGRIA.

Pegue o cálice de vinho e levante-o com o braço esticado, e, enquanto derrama algumas gotas no chão, como libação à Deusa e ao Deus, feche os olhos e diga: QUEIMEM OS FOGOS SAGRADOS DE BELTANE, ILUMINEM O CAMINHO PARA O RETORNO DO SOL. AS TREVAS DO INVERNO DEVEM AGORA TERMINAR, A GRANDE RODA DA VIDA GIROU NOVAMENTE. QUE ASSIM SEJA.

Beba o resto do vinho do cálice e, então, coloque-o de volta no altar. Apague as velas, mas deixe que o incenso termine de queimar. O ritual está agora completo, devendo ser seguido de um banquete, de cantos e danças na direção do movimento do sol em torno da fogueira de Beltane ou do mastro decorado para simbolizar a união divina da Deusa com o Deus.

Fonte: 'Wicca - A Feitiçaria Moderna', de Gerina Dunwich